Vacinação contra H1N1 e Gripe Comum – Rio de Janeiro

Vacina

Oi amigas….

    Crianças de 6 meses a 5 anos, grávidas e pacientes renais crônicos serão os primeiros a receberem a vacina contra H1N1 no Rio de Janeiro. A Secretaria de Estado de Saúde vai antecipar a vacinação para esses grupos, que começarão a ser imunizados em 25 de abril, cinco dias antes do início oficial da campanha nacional.

Vacina H1N1 Rio

    A partir de 30 de abril, os demais grupos prioritários estabelecidos pelo Ministério da Saúde começarão a ser imunizados – idosos, outros pacientes crônicos, indígenas, mulheres com até 45 dias de pós parto e profissionais de saúde. A expectativa é vacinar cerca de 80% das 4 milhões de pessoas que fazem parte dos grupos mais vulneráveis.

    Voltamos a lembrar as atitudes que devemos manter:

    Prevenção – Além da vacinação, há série de medidas preventivas que podem evitar a propagação da doença e estão relacionadas principalmente à higiene pessoal. Entre elas, destacam-se:

    – Lavar as mãos frequentemente, com água e sabonete, principalmente antes das refeições, antes de tocar os olhos, boca e nariz. Da mesma maneira, após tossir, espirrar, assoar o nariz ou usar o banheiro.

    – Evitar tocar nariz, boca e olhos após ter contato com superfícies com maior risco de contaminação, tais como: corrimões, superfícies de ônibus, trincos de portas, telefones, teclados de computadores etc, pois o vírus da Influenza penetra e infecta o organismo pelas vias respiratórias.

    – Ao tossir ou espirrar, deve-se cobrir o nariz e a boca com lenços descartáveis. Caso não haja lenço ou toalha de papel disponível é preferível cobrir o nariz e a boca com a manga da camisa do que fazê-lo com as mãos, por meio das quais os germes são facilmente transferidos para outras pessoas ou para o ambiente.

    -Evitar compartilhar copos, canudos, toalhas, talheres, alimentos, canetas, brinquedos, celulares, maquiagem, batom etc.

    – Durante sete dias não frequentar ambientes públicos, como shoppings, cinemas, igrejas, feiras, supermercados etc.

    Fonte: Governo do Estado do Rio de Janeiro / R7
assinatura-Bia

Deixe um comentário: