Teatro em São Paulo : Trupe Dunavô – Refugo Urbano

RefugoUrbano

Oi amigas….

     Hoje venho trazer mais uma dica para a semana do Dia das Crianças. Como amante que sou das artes, trago mais uma opção de aproveitar as inúmeras oportunidades de Teatro em São Paulo : Trupe Dunavô – Refugo Urbano!

      A Trupe DuNavô, convida o público para conhecer o seu espetáculo Refugo Urbano, que vem atraindo muitos olhares e atualmente está em cartaz no Centro Cultural São Paulo. Em comemoração ao dia das crianças, no próximo domingo, dia 11 de outubro, às 16h00, o grupo fará uma apresentação especial, utilizando recursos de audiodescrição e com entrada gratuita.

     O espetáculo Refugo Urbano conta a história de dois palhaços vindos de universos particulares e completamente distintos, que a partir de um encontro improvável, passam a conviver e lidar com suas diferenças. Pamplona e Claudius se encontram em um beco esquecido da cidade, e a partir desse encontro, o inexplicável abre espaço para que essas duas personagens se reinventem pelo convívio e o atravessar dos afetos. O divertido convívio em meio ao improvável, é fio condutor da obra, construída sob a ótica dos seres “invisíveis” que habitam as grandes cidades.

refugo-urbano

Sissy Eiko

     “Chamamos ‘invisíveis’ tudo aquilo que está ao nosso redor, mas que preferimos ignorar a existência, por não ser agradável aos olhos ou porque nos habituamos a ficar em nossa bolha individual”, diz Gislaine Pereira, integrante da Trupe DuNavô. “O que ambicionamos foi criar uma obra capaz de dialogar com todos os cidadãos, propondo uma reflexão sobre o que há nas ruas e qual é a nossa capacidade de ressignificar o que nossos olhos já se habituaram a ignorar”, ela complementa.

     A atriz Gabi Zanola, integrante da Trupe DuNavô, que recentemente foi convidada pelo Grupo Esparrama, para atuar como protagonista do espetáculo “Minhoca na Cabeça”, na janela de um apartamento no Minhocão, conta um pouco sobre as pretensões enquanto grupo para esse espetáculo: “O que aproxima Refugo Urbano do público é sua humanidade! O espetáculo é cheio das nossas mais sinceras tolices humanas, que podem ser bem engraçadas ou muito dolorosas e cruéis! Refugo urbano é uma permissão de dois mundos muito diferentes, que se deixam levar juntos para um mesmo propósito, o que os torna iguais! A partir da solidão e da individualidade de cada mundo, esses dois palhaços tão distintos, e ao mesmo tempo tão iguais, criam um universo único!

     Refugo Urbano é uma fábula que traz para o palco o resultado dos experimentos anteriores da trupe, pesquisando a máscara do palhaço e realizando intervenções urbanas, onde entraram em contato com a realidade das ruas do centro de São Paulo e de algumas periferias. Com esse espetáculo, a Trupe aprofunda suas pesquisas em torno do tema do refugo urbano, colocando sobre essa realidade outra perspectiva, explorando o que há de mágico no trágico da crueza das ruas. Após propor ao público um mergulho em seu processo de criação, a trupe agora convida o público para conhecer o resultado final!

     Com brincadeiras circenses, corpo cômico, malabarismo e o divertido jogo do palhaço, a Trupe DuNavô diverte e surpreende o público com uma possível história de amor.

     No próximo domingo, dia 11 de outubro, às 16h00, quando a entrada será gratuita, o grupo fará uma apresentação especial, utilizando recursos de audiodescrição.

     A audiodescrição é um recurso de acessibilidade comunicacional que amplia o entendimento das pessoas com deficiência visual em todos os tipos de eventos, por meio de informação sonora. Transforma o visual em verbal, abrindo possibilidades maiores de acesso à cultura e à informação, contribuindo para a inclusão cultural, social e escolar. Além das pessoas com deficiência visual, a audiodescrição amplia também o entendimento de pessoas com deficiência intelectual, idosos, pessoas com déficit de atenção, autistas, disléxicos e outros.

     Os equipamentos utilizados são fones de ouvido e receptores e as informações sonoras sobre cenário, caracterização dos personagens, figurinos, ações, iluminação e outros recursos cênicos, são transmitidas pelos audiodescritores, com um roteiro previamente preparado.

     Serviço: 

     Quando: Dia 11 de outubro, às 16h00, apresentação especial com audiodescrição e entrada gratuita

     Temporada: até 25 de Outubro de 2015 – Aos sábados e domingos, às 16h00

     Duração: 55 minutos

     Local: Centro Cultural São Paulo – Sala Jardel Filho (320 lugares) – Classificação: 5 anos

     Ingressos: R$10,00 – a venda disponível na bilheteria. Horário de funcionamento: terça a sábado, 13h às 21h30, domingos, 13h às 20h30) Meia Entrada: Aposentado, Idoso acima de 60 anos, alunos e professores da rede publica.

 

 

assinatura-Bia

Deixe um comentário: