GRUPO ESPARRAMA

grupo esparrama

     Criado em 2012, o Grupo Esparrama tem como base de sua pesquisa o estudo do palhaço e das estruturas cômicas em suas variadas expressões nas artes cênicas (rua, palco convencional, intervenções, teatro para crianças etc.). Fazem parte da trupe: Iarlei Rangel, Kleber Brianez, Ligia Campos, Luciana Gandelini e Rani Guerra.

     Como resultado de suas primeiras parcerias foi concebido, no final de 2012, junto com a maestrina Ester Freire, o espetáculo 2POR4 que participou do SESC FESTCLOWN 2014 – Festival Internacional de Palhaços realizado pelo SESC Brasília; foi selecionado pelo Edital Viagem Teatral SESI nas edições de 2013 e 2014; participou do Projeto Mosaico Teatral do SESCOOP; do projeto FDE do SESC Piracicaba e do projeto Recreio nas Férias do SESC Osasco, além de já ter realizado diversas apresentações em unidades dos SESC’s. Este espetáculo rodou por mais de 30 cidades diferentes e realizou uma temporada com muito sucesso de público e crítica no Teatro Alfa, além de ter sido apresentado dentro da programação do projeto Fim de Semana em Família, do Itaú Cultural.

     Ainda em 2013 o grupo desenvolveu seu primeiro projeto solo, o Esparrama pela Janela, intervenção cênica que aconteceu da janela de um apartamento no Minhocão. A proposta teve um retorno relevante da mídia e recebeu dois Prêmios FEMSA de Teatro Infantil e Jovem (Categoria Revelação – pela direção – e Prêmio Crystal Eco de Sustentabilidade) e o Prêmio da Cooperativa Paulista de Teatro, na categoria Melhor Ocupação de Espaço.

     Contemplados pelo edital Rumos do Itaú Cultural, o Grupo Esparrama ocupou o Minhocão, de janeiro a julho de 2015, com o projeto Janelas do Minhocão, que chegou a reunir cerca de 1200 pessoas em uma única apresentação do espetáculo “Minhoca na Cabeça”, que foi o produto final dessa jornada. O grupo também foi convidado pelo Instituto Itaú Cultural, para integrar a programação da Mostra Rumos, com o resultado final dessa parceria. O diretor do Grupo Esparrama, Iarlei Rangel, participou da mesa de debates sobre Cidades, falando sobre as experiências do grupo com a ocupação de um espaço público, através da janela de seu apartamento e sobre o uso do território como laboratório criativo.

Contato