Hepatite A

hepatite A

Oi amigas….

     Hepatite A é uma doença infecciosa aguda causada pelo vírus VHA que é transmitido por via oral-fecal, de uma pessoa infectada para outra saudável, ou através de alimentos (especialmente os frutos do mar, recheios cremosos de doces e alguns vegetais) ou da água contaminada.

     A pessoa infectada elimina o vírus nas fezes, podendo contaminar a água onde não existem condições adequadas de saneamento básico. Quem tomar esse líquido contaminado ou ingerir alimentos crus lavados com essa água, por exemplo, pode se infectar, assim como ao comer marisco ou frutos do mar crus, de água poluída com esgoto.

     Apenas uma minoria apresenta os sintomas clássicos da infecção: febre, dores musculares, cansaço, mal-estar, inapetência, náuseas e vômito. Icterícia, fezes amarelo-esbranquiçadas e urina com cor semelhante à da coca-cola são outros sinais possíveis da enfermidade.

     No entanto, muitas vezes, os sintomas são tão vagos que podem ser confundidos com os de uma virose qualquer. O paciente continua levando vida normal e nem percebe que teve hepatite A.

     A incidência da hepatite A é maior nos locais em que o saneamento básico é deficiente ou não existe. Uma vez infectada, a pessoa desenvolve imunidade contra VHA por toda a vida.

     Em geral, o quadro de hepatite A se resolve espontaneamente em um ou dois meses. Em alguns casos, porém, pode demorar seis meses para o vírus ser eliminado totalmente do organismo.

     O coordenador-geral do departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, Marcelo Naveira, alerta para um dos principais meios de prevenção da doença.“Nós contamos com a vacina da hepatite A que está disponível para crianças entre 1 e 2 anos incompletos  desde julho de 2014. Ela foi a última vacina recomendada pela Organização Mundial da Saúde que faltava no nosso calendário. Então, hoje todas as crianças entre 1 e 2 anos podem ser imunizadas. A vacina para outras faixas etárias já estava disponível nos Centros de Referência para Imunobiológicos Especiais (CRIE), em casos de indicação médica para portadores de outras doenças, tais como os pacientes imunodeprimidos (que tenha alguma condição clínica que reduz a imunidade) ou nos doadores e receptores de transplantes de órgãos, entre outras indicações.

     Além da vacina, as pessoas precisam ficar atentas a alguns cuidados como: lavar as mãos após ir ao banheiro, cozinhar bem os alimentos antes de consumir, não tomar banho em locais próximos de onde tenha esgoto a céu aberto e evitar construções de fossas próximas a poços e nascentes de rios. A vacina contra a hepatite A é oferecida gratuitamente pelo SUS em qualquer Unidade Básica de Saúde do país. As hepatites virais são doenças silenciosas, consulte regularmente um médico e faça o teste.

     Fonte: Victor Maciel/ Agência Saúde / Dr. Drauzio

 Fontes: Tua Saúde/Minha Vida.

assinatura-Bia

Tags:  ,

Deixe um comentário: